Pesquisadores do LHC publicam livro sobre Colonização da Amazônia através de sua caça e pesca

 

Capturar

 

 

Em A carne, a gordura e os ovos, os historiadores Marlon Marcel Fiori e Christian Fausto Moraes dos Santos narram a intrigante história da caça, pesca, consumo e desperdício esbanjador de alguns recursos da fauna aquática amazônica pelos colonizadores portugueses.

Pesca de pirarucus e piraíbas enormes, abate desenfreado de tartarugas nas praias e o pisoteamento de dezenas de milhares de seus ovos, bem como a caça desenfreada de peixes-boi, alguns dos mamíferos mais ameaçados do Brasil atual, são contados em três capítulos.

O intuito da obra é demonstrar como espécies da fauna amazônica, hoje raras, eram consideravelmente abundantes há trezentos anos. O livro também procura compreender como o processo colonizatório pode ter contribuído para essa reviravolta ecológica.

 

 

 Segundo os historiadores Marlon e Christian por volta de 1785, no rio Tapajós, os colonizadores abatiam, anualmente, milhares de peixes-boi. Durante a nidificação, uma quantidade esbanjadora de tartarugas e seus ovos eram recolhidos. O número de animais mortos era tamanho, que os cascos eram usados para pavimentar as ruas.

Os ovos, centenas de milhões deles, eram amontoados nas praias, pisoteados e processados para a manufatura de um óleo que, assim como a gordura dos peixes-boi, era usada para cozinhar e como combustível.

As ruas e casas de Belém, vilas e aldeias, eram iluminadas graças à caça e saque dos ninhos destes animais. Em A carne a gordura e os ovos, os autores procuram compreender porque tartarugas e peixes-boi, entre outras espécies da fauna aquática amazônica, foram tão importantes para os portugueses e como os colonos podem ter contribuído para que toda essa abundância, aparentemente infindável, desaparecesse.

 
Editado pela EdiPUCRS e com prefácio da Historiadora Júnia Ferreira Furtado “A carne, a gordura e os ovos” busca, através de uma abordagem interdisciplinar entre História, Zoologia, Biogeografia e Ecologia compreender como a caça e pesca na Amazônia Colonial não somente permitiu o estabelecimento dos colonizadores portugueses, como fez com que algumas de seus animais mais emblemáticas se tornassem, hoje, espécies em risco de extinção.
 

O livro pode ser adquirido no site da EdiPUCRS clicando aqui

 

 

Contato

Universidade Estadual de Maringá Av. Colombo 5.790 Jd.Universitário Bloco 4 Sala 11 
Maringá, Paraná, Brasil
CEP 87020-900
Telefone: +55(44) 30115144
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.