Pedro Funari e Cláudio Carlan desvendam, em livro, a numismática, a ciência das moedas Imprimir
Escrito por Bruno Mosconi Ruy   
Qui, 13 de Setembro de 2012 13:02

Artigo de Silvio Anunciação

Desvendar a numismática ao grande público tem sido a mais recente motivação do professor e historiador da Unicamp Pedro Paulo Abreu Funari. O docente do Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) acaba de explorar em livro, ainda a ser lançado, os aspectos históricos das moedas, área dedicada pela ciência com este nome incomum. A expressão é derivada do latim nummus, que significa moeda.

Intitulada Moedas: a numismática e o estudo da história, a obra tem coautoria de Cláudio Umpierre Carlan, pesquisador da Unicamp e docente da Universidade Federal de Alfenas (Unifal). O lançamento acontecerá em outubro na Unicamp (em dia a ser definido) e na Unifal, no dia 22. Trata-se da primeira obra em circulação escrita em português sobre o assunto, de acordo com Funari.

Este livro tem como objetivo introduzir o leitor a esse rico universo da moeda, sem aridez ou tecnicidades, como um ‘aperitivo’ que o leve a conhecer um pouco a numismática e possa saber como se aprofundar”, avisam os autores na contracapa da obra, que integra a Coleção História e Arqueologia em Movimento, coordenada pelo docente da Unicamp junto à editora Annablume.

O livro apresenta ao público a potencialidade do estudo das moedas como fonte histórica. A obra é dividida em quatro partes: a moeda e conceitos básicos; fabricação e estudo; moeda, economia e sociedade; e moedas, representações e poder.

Crianças e historiadores olham para as moedas de forma muito parecida. (…) Recordo de milha filha, que com 2 ou 3 anos, ao receber algumas moedas para comprar um sorvete, havia ficado extremamente decepcionada com a necessidade de entregar este pequeno tesouro brilhante em troca de uma casquinha. (…) Os historiadores, assim como as crianças, conseguem vislumbrar muito além da função de troca econômica que pequenos pedaços de metal costumam representar. É certamente este o caso do livro Moedas”, assina, em prefácio, Gabriele Cornelli, presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos, da Universidade de Brasília (UNB).

Divulgação científica

Moedas é resultado de pesquisas conduzidas pelo grupo da Unicamp Arqueologia Histórica, vinculado ao Laboratório de Arqueologia Pública do Núcleo de Estudos de Pesquisas Ambientais (Nepam). “O nosso laboratório está envolvido, em particular, com a popularização da ciência da arqueologia, difundindo ao público o estudo desta área. E é justamente neste sentido que este livro foi produzido”, contextualiza o historiador da Unicamp.

Pedro Paulo Funari já publicou mais de uma dezena de livros abordando temas científicos com linguagem acessível. “Eu acho que a divulgação cientifica é fundamental. O nosso objetivo enquanto professores e cientistas não é somente falar com os pares, mas dirigirmos ao grande público. Esta é uma tarefa fundamental que a universidade também tem que cumprir e que a Unicamp, em particular, vem cumprindo com grande destaque”, afirma.

A obra contou com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Fonte.

(recomendação de Thais Aparecida Bassi Soares)

Última atualização em Qui, 13 de Setembro de 2012 12:50