Labtempo - Laboratório de Estudos do Tempo Presente

Confira novas atualizações no novo endereço

E-mail Imprimir PDF

 Informamos que por razões de segurança e facilidade, mudamos a plataforma do nosso website para um novo endereço que pode-se ser seguido abaixo:

 

Presidente Dilma Rousseff elogia parceria entre a Brown University e a Universidade Estadual de Maringá

E-mail Imprimir PDF

EUA APOIARAM GOLPE

O envolvimento dos Estados Unidos com a ditadura brasileira foi, durante tempos, apenas uma desconfiança.

Mas a verdade sempre aparece.

Nesse caso, na forma de milhares de documentos descobertos nos dois países, comprovou-se o quanto o governo norte-americano foi responsável pelas atrocidades cometidas durante a repressão militar no Brasil.

Em meio à guerra fria, na disputa entre socialismo e capitalismo, a ideia do governo americano era influenciar o maior número possível de países, sobretudo na região, com sua ideologia radicalmente anticomunista. Principalmente depois da Revolução Cubana de 1959.

Os Estados Unidos agiram fortemente para abafar novos focos insurgentes e recuperar a hegemonia do continente americano. Com essa justificativa, decidiram, então, apoiar a instalação de governos ditatoriais na América Latina.

Eles não só patrocinaram marchas, como prestaram assistência a militares, infiltraram informantes e monitoraram passos dos dois lados da repressão: militares e perseguidos. Alguns documentos mostram que agentes da CIA deram treinamento em métodos de tortura a agentes da ditadura brasileira e de outras partes do continente.

Outros documentos comprovam que os norte-americanos estavam cientes das torturas aplicadas no Brasil e, ainda assim, investiram em armamento e treinamento dos militares. Tudo atribuído a uma suposta política de boa vizinhança.

O investimento foi tão pesado que o Departamento de Estado chegou a liberar 661 milhões de dólares em créditos para compras de armas pelos militares.

Agora, em uma excelente parceria da universidade Brown, de Providence (Rhode Island), com a Universidade Estadual de Maringá, os documentos do Departamento de Estado dos EUA sobre o Brasil, produzidos entre 1963-1973, serão digitalizados e disponibilizados em site de acesso livre.

A inciativa, nada mais é que uma maneira justa de trazer à tona todos os responsáveis pelos terríveis #anosdechumbo.

#DitaduraNuncaMais!

Conheça mais em http://library.brown.edu/openingthearchives/?lang=pt

http://www.apublica.org/2013/04/para-justificar-assistencia-militar-a-ditadura-eua-diziam-tortura-era-excecao/

A página da Presidente pode ser visualizada aqui

https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff/photos/a.351365628250368.87876.351338968253034/646743748712553/?type=1&theater

 

Abrindo os Arquivos: Acesso à Informação, Memória e Justiça após Trinta Anos do Fim do Regime Militar Brasileiro

E-mail Imprimir PDF

Abrindo os Arquivos: Acesso à Informação, Memória e Justiça após Trinta Anos do Fim do Regime Militar Brasileiro

É com imensa satisfação que o Laboratório de Estudos do Tempo Presente informa que o Projeto intitulado “Opening the Archives: Access to Information, Memory, and Justice Thirty Years After the End of the Brazilian Military Dictatorship”, coordenado pelos professores James Green (Brown University) e Sidnei Munhoz (UEM) está a disponibilizar os primeiros lotes de documentos produzidos pela diplomacia dos EUA no período da ditatura civil-militar Brasileira.

Leia mais...
 

III JORNADA HISTÓRICA IMPASSES E CONFLITOS NO MUNDO CONTEMPORÂNEO

E-mail Imprimir PDF

PROGRAMAÇÃO

TERÇA – 27/08

08:30 – Sessão de Abertura

08:40 – 11:30 Impasses e Conflitos na América Latina.
Prof. Dr. Antonio Carlos Amador Gil – UFES
Profª. Drª. Samanta Viz Quadrati – UFF
Profª. Drª. Beatriz Augusto de Paiva – UFSC

14:00 – 17:00 Cine PET Debate
Filme No – 2012
Em 1988, o ditador chileno Augusto Pinochet, diante da pressão internacional, convoca um referendo sobre o seu mandato. Os líderes da oposição convencem o jovem publicitário René Saavedra a liderar sua campanha. Com pouquíssimos recursos e permanente vigilância dos guardas de Pinochet, Saavedra e sua equipe criam um audacioso plano para vencer a eleição e libertar seu país da opressão. Com Gael García Bernal, Alfredo Castro, Antonia Zegers, Néstor Cantillana.

Debatedores:
Prof. Dr. Alexandre Busko Valim – UFSC
Profª. Drª. Simone Sobral Sampaio – UFSC

18:30 - 21:30 Impasses e Conflitos no Mundo Contemporâneo.
Prof. Dr. João Fábio Bertonha – UEM
Prof. Dr. Giuseppe Mario Cocco – UFRJ
Mediador: Prof. Dr. Sidney José Munhoz – UEM

QUARTA – 28/08

08:30 – 11:30 História, Memória e Juventude.
Antonio Martins – Editor do Outras Palavras
Profª. Drª. Patricia de Morais Lima – UFSC
Donizeti José de Lima - PPGE/UFSC

14:00 – 17:00 Apresentação de Trabalhos

18:30 – 21:30 Movimentos Sociais: Entre Esquerdas e Direitas?
Representante do Movimento Passe Livre
Prof. Dr. Adriano Luiz Duarte – UFSC
Profª. Drª. Ivete Simionatto – UFSC

QUINTA – 29/08

08:30 – 11:30 Conferência
Prof. Dr. Francisco Carlos Teixeira da Silva – UFRJ
Mediador: João Fábio Bertonha – UEM

14:00 – 17:00 Apresentação de Trabalhos

18:30 – 21:30 Meios de Comunicação, História e Violência.
Prof. Dr. Rafael Hagemeyer – UDESC
Prof. Dr. Sidney José Munhoz – UEM
Prof. Dr. Fábio Luiz Malini – UFES

21:35 – Encerramento

 
Página 1 de 60

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje43
mod_vvisit_counterOntem69
mod_vvisit_counterEssa semana468
mod_vvisit_counterÚltima semana710
mod_vvisit_counterEsse mês1891
mod_vvisit_counterÚltimo mês2703
mod_vvisit_counterTotal968449

Online (20 minutes ago): 1
Seu IP 54.156.47.142
,
Today: Set 22, 2017